OPUS DEI

Opus Dei quer dizer (Obra de deus, em latim – língua morta), teve sua origem e fundação na Espanha em 1928. Seu fundador foi um jovem sacerdote de 26 anos chamado padre Josemaría Escrivá, que alega ter recebido a “Iluminação divina” durante a sua clausura no mosteiro de Madri, Espanha.
Propósito Secreto da Sociedade:
  • Agir sempre como sociedade “ultra secreta” e interferir inicialmente nos rumos da Espanha. Com visão para influenciar o mundo.
  • Segundo seu fundador “seria como uma injeção intravenosa na corrente sanguínea da sociedade mundial”, infiltrando-se  em todos os poros de poder”. (Dominar, Manipular, Controlar).
  • Reunindo como agentes bispos e padres, e principalmente membros laicos, que não usassem hábitos monásticos ou quaisquer tido de identificação que o ligue a santa Sé. (Estes últimos, seriam atraídos com patrocínio de seus estudos e tê-lo como agente, depois).
  • De inicio visava lutar contra o avanço da política de esquerda no país, e intervir. Hoje sua atuação é notada em todo o mundo, inclusive no Brasil.
O padre J. Escrivá era tido como um excêntrico “fanático e doente mental” pelos próprios colegas de batina. A religião dominava sua mente e seus atos, de forma surreal….
Mesmo assim, suas ideias ganhou apoio entre os “progressistas da igreja” (sedentos de poder), e começou a tomar corpo e ação.
O Papa João XXIII convocou o Concílio Vaticano II, assinalando uma mudança de postura da igreja, aproximando-a dos anseios populares. O padre J. Escrivá, em seu fanatismo, não acatou as mudanças, e teceu críticas ao fim da missa rezada em latim, com o padre de costas para os fiéis, bem como a abolição do chamado “index Librorum”, dogma obscurantista do século XVI, que listava livros “perigosos” (inclusive a Bíblia) e proibia sua leitura pelos fiéis. Afirmava “Este concílio, minhas filhas, é o concílio do diabo”, garantiu o padre J. Escrivá para alguns seguidores, segundo relato do jornalista Emílio Corbiere no livro “Opus Dei: El Totalitarismo Católico”.
Mas, o Vaticano só reconheceu oficialmente em 1947, e esta que chegava a ser considerada uma seita dentro da igreja, logo transformou em um contra ponto ao avanço das Idéias Progressistas da igreja.
O DOMÍNIO (Illuminati) DA IGREJA

O padre Josemariá Escrivá faleceu em 1975, mas o Opus Dei se mantive e com a nomeação do Papa polonês João Paulo II deu uma guinada direitista  e adquiriu maior projeção. O teólogo Espanhol Juan Acosta, considera “…Opus Dei atingiu o seu êxito nos anos 80 – 90, com a irresistível da Obra à cúpula do Vaticano, a partir de onde interveio ativamente no processo de reestruturação da igreja Católica sob o protagonismo do Papa e a orientação do cardeal alemão Ratzinger”. Em 1982, a seita foi declarada “Prelazia Pessoal” – a única existente até hoje; o que no Direito Canônico significa que ela só presta contas ao Papa, que só obedece ao prelado (cargo vitalício hoje ocupado por dom Javier Echevarría) e que seus adeptos não se submetem aos bispos e dioceses, gozando de Total Autonomia.
O Ápice do Opus Dei
Ocorreu em Outubro de 2002, com a canonização do fundador da Opus Dei (foi aprovado “santo” Católico ROMANO), em cerimônia realizada pelo Papa, que reuniu 350 mil simpatizantes na Praça de São Pedro, no Vaticano. Foi considerada meteórica a canonização de Josemaría Escrivá, devido a tão pouco tempo, apenas dez anos, enquanto este processo demora décadas e até séculos. Isso, gerou fortes críticas e discordância, mas, tiveram que engolir o novo “santo”. Muitos alertaram que a Opus Dei estava se tornado “uma igreja dentro da Igreja”. O jesuíta Vladimir Ledochowshy fez uma alerta, através de memorando ao Papa, denunciando a seita pelo “desejo secreto de dominar o mundo.”Apesar da reação, o Papa João Paulo II e seu principal teólogo, Joseph Ratzinger, ex-chefe da repressora Congregação para a Doutrina da Fé e agora atual Papa Bento XVI, não vacilou em dar maiores poderes ao Opus Dei.
Desde que João Paulo II a ungiu com o ‘status de Prelazia Pessoal’, em 1982, a Obra tornou-se oficialmente corpo e sangue da Igreja. Prevista pelo Concílio Vaticano II (1962-1965) e incorporada pelo Código de Direito Canônico, essa nova figura jurídica garantiu ao Opus Dei um duplo privilégio IRREVOGÁVEL já que os Católicos tem o Papa como INFALÍVEL. Quanto ao apoio do atual Papa nem se fala…este visando alcançar mais poder, se rendeu aos planos obscuros da Opus Dei/Illuminati. Jovens de todo o mundo são selecionados e isolados de suas famílias, recebem toda instrução (eles pagam tudo), até se formarem promotores, juízes, políticos influentes,… que depois, devem obediência a organização. Assim, tem Dominado, Manipulado e Controlado o sistema em prol da “igreja”.
O livro “O Mundo Secreto do Opus Dei”, do jornalista Canadense Robert Hutchinson afirma que a organização acumula uma fortuna de 400 BILHÕES DE DÓLARES e que financiou o sindicato Solidariedade, na Polônia, que teve o papel central na débâcle do Bloco Soviético nos anos 90. O complô explicaria a sólida amizade com o Papa, que era Polonês e um visceral anticomunista. A Revista “A Nova Democracia”,Henrique Magalhães, cita em sua excelente pesquisa confirmando o anticomunismo de Wojtyla e relata que “Fontes da Igreja Católica atribuem o poder da Obra a quitação da dívida do Banco Ambrosiano, fraudulentamente falido em 1982.” Hoje a organização possui Grandes Bancos em vários países, poderosas multinacionais espanholas, empresas de telefonia e até de petróleo… Só nos EUA, a seita possui um patrimônio de US$ 2,8 bilhões – incluindo uma luxuosa sede de US$ 60 milhões em Manhattan.

  • Suportando a dor: “«Onde não há mortificação, não há virtude» (Caminho, 180); «Bendita seja a dor. Amada seja a dor. Santificada seja a dor…Glorificada seja a dor!»” (Caminho, 208).
  • Obediência Cega: “«Obedecer… – caminho seguro. Obedecer cegamente ao superior… – caminho de santidade. (…)»” (Caminho, 941);
  • Roubaram meu filho: Mãe de numerário, Elizabeth Silberstein lançou um manual de alerta às famílias católicas contra ‘a falsa obra de Deus’. Essa é uma das frases-chave que eles põem na cabeça dos meninos. Para eles, os pais são os demônios que querem tirar a vocação. “O numerário A. Silberstein diz que a família tem ciúme da Obra e frustração porque ele entregou a vida a Deus.”


A insaciável sede de poder, levou o Papa se abrir, cada vez mais, para com as Sociedades Secretas. Hoje a Maçonaria está dentro do Vaticano. Tais vínculos se vê até mesmo estampados no Brasão do Papa. 
Estas sociedades, ao contrario da igreja, podem agir longe da luz , e na obscuridade com a desculpa de Organizações Filantrópicas, ocultam ações que só poderiam ser elaboradas pelo bode  Baphomet da Maçonaria. Ou pelo “anjo” que inspirou a criação da Opus Dei. “E não é maravilha, porque o próprio Satanás, se transfigura como anjo de luz.” (II Coríntios 11:14).
Através de promessas de prosperidade e apoioa Maçonaria tem levado jovens talentosos a se unir de forma desumana a sua organização, pois exigem um juramento de morte ao iniciado, fazendo dele um fantoche e instrumento para seus intentos. 
Estas organizações influência as novas gerações, através dos desenhos animados no cinema e na TV,… até nos brinquedos “inocentes” para induzir nosso filhos à admirar desde cedo, estas organizações secretas.
Eles promovem Satanás como um bode camarada,… o bode da Maçonaria.
Até a nota de menor valor (afim de alcançar mais pessoas), tem mensagens Subliminar Illuminati e Maçonica.
Qual o valor dos seus Aliados que estão na base da pirâmide?
A cúpula não abre mão de ser a Elite das elites do mundo. Engana-se quem pensa que tem algum valor nas mãos dos Illuminati.
Tudo que estiver abaixo na pirâmide (grau 33 e abaixo) na Maçonaria são descartáveis.
Os “Senhores do Mundo” promovem os dois lados das guerras e põem seus fantoches maçons morrendo dos dois lados, enquanto faturam com vendas de armas e munições. Por fim recebem todos os empréstimos que financiaram as guerras com os despojos (Riquezas e bens dos povos vencidos).
omo uma teia de aranha vão enredando o mundo. O Papa e sua Opus Dei, tem a ilusão de que, com isso alcançará o tão almejado poder para sua Igreja.

2 comentários:

alvaro emanuel Guedes disse...

o que você ganhou com tudo isso. cada um acredita naquilo que lhe faz bem. o próprio Pai nos deu esse direito quando nos deu o livre arbítrio. a verdade sobre a religião certa só DEUS poderá nos dizer. pesquisas científicas são só uma tentativa de reconstruir a história da humanidade, se tivesse outro objetivo certamente eles não seriam laicos ou ateus, mas teriam se colocado como salvadores da humanidade. eu sou laico, não tenho religião, mas creio que cada um busca a melhor maneira de se aproximar de Deus.

Mozart Gabriel Avellaneda Simione disse...

QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA DE VOCÊ NÃO VOU FICAR PERDENDO TEMPO EM DISCUTIR SE A IGREJA ADVENTISTA É CERTA OU ERRADA MEU FOCO É E ESTÁ EM JESUS CRISTO SÓ POR ELE CHEGAREI A DEUS SOU ADVENTISTA SIM. ATÉ HOJE A ÚNICA IGREJA FUNDAMENTADA NA BIBLIA