VOCÊ É DAQUELES QUE ACHA QUE DEFESA DA FÉ É PERDA DE TEMPO?

   Os muçulmanos já são mais de um milhão no Brasil;
   O número de muçulmanos é duas vezes maior que o número de membros das Assembléias de Deus nos EUA;
   São maioria em, nada menos que, 44 países;
   Atualmente uma, em cada cinco pessoas no mundo, é muçulmana. E, para cada milhão destas, existem apenas dois missionários americanos;
   Podemos dizer que, 80% das terras bíblicas - onde viveram apóstolos e pais da Igreja – são habitadas por islâmicos;
   O lugar em que jazia o templo no qual Jesus ensinou, cedeu lugar à uma Mesquita, construída pelo Califa Omar, há treze séculos;
   Tiro e Sidom, cidades da antiga Fenícia ( hoje situadas ao sul do Líbano); região visitada por Jesus na ocasião em que abençoara a filha da mulher Cananéia, encontram-se sob domínio muçulmano;
   As terras nas quais encontravam-se as sete igrejas do Apocalipse, pertencem hoje à Turquia e vivem a mesma situação;
   Os lugares aos quais Paulo empreendeu a sua primeira viagem missionária também se acham sob domínio islâmico. Isto, lamentavelmente, inclui Antioquia da Síria, de onde este apóstolo e Barnabé foram enviados.
   As testemunhas de Jeová continuam promovendo seu incansável e bem sucedido proselitismo entre os evangélicos, seduzindo centenas de novos convertidos e assegurando um crescimento superior ao de algumas igrejas cristãs.
   A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias também avançam no Brasil e, evangélicos tornam-se mórmons em todo o território nacional.
   E sabe o que é pior de tudo isto?
   VOCÊ AINDA ALEGARÁ QUE A DEFESA DA FÉ CRISTÃ É DESNECESÁRIA E CONTRIBUIRÁ PARA A PERDA DE INÚMERAS E PRECIOSAS ALMAS PARA AS GARRAS DAS SEITAS
   Os cristãos contemporâneos, tendem – comprovadamente – a preterir e distorcer o ensino das Escrituras, além de comprometer sue elevado padrão ético. Sob intensa pressão do ascendente movimento feminista, alguns teólogos revêem o ensino Bíblico sobre o papel da mulher; outros, reinterpretam os primeiros os primeiros capítulos de Gênesis, numa frustrada tentativa de harmonizá-los com a teoria pseudocientífica da evolução. E ainda há aqueles que veementemente comparam a psicologia com a Bíblia e, ao fazê-lo, alegadamente concluem que o Livro Sagrado tornou-se obsoleto demais para oferecer respostas adequadas aos problemas do homem moderno. Diante deste quadro preocupante, lamentamos que a “fé que uma vez foi dada aos santos” ( Jd 3), tenha-se convertido num verdadeiro “cata-vento”, uma vez que parece “girar” sob a influência de qualquer “vento de doutrina”.
   Qual é a suprema fonte de autoridade espiritual em sua vida? Como você avaliaria um confronto entre um ensino notoriamente Bíblia e um conceito moderno? Qual destes dois deve prevalecer, em sua opinião? Você está disposto a defender a Palavra de Deus? É capaz de confirmar sua excelência, como o fez Davi ( Sal. 19.7-11)? Jesus contundentemente afirmou que todas as virgens da parábola cochilaram ( Mt 25.5). E esta é, infelizmente, a situação de muitos cristãos – inclusive líderes – diante da irreparável perda de almas para o inferno!

CUIDADO

VOCÊ PODE TER SIDO ACOMETIDO PELAS SINDROMES DO RELATIVISMO E DA FALTA DE AMOR – DUAS, ENTRE TANTAS OUTRAS, CARACTERÍSTICAS DA APOSTASIA CRISTÃ!

“Amar o próximo como a si mesmo é ajudá-lo a permanecer na fé até o fim.”

Marcos Lopez

1 comentários:

Numero de Visitas disse...

Caro Ricardo,
Há algum tempo, os crentes eram chamados de "bíblia". Perguntavam: "você é bíblia"? Antigamente o povo de Deus parecia-se mais com seu Deus e defendia as Escrituras. Conforme bem salientou, há quem pense que Elas não precisam ser defendidas. Mas todo verdadeiro crente, amando a Palavra de Deus, deve sim defendê-la. Quem ainda defende, continue... quem abandonou as armas, empunham-nas novamente e vamos à luta!

Pb. José Francisco da Silva - Itamaraju-BA